• Início
  • Como brincar com seu bebê: sugestões de jogos para crianças de até 2 anos
Estímulos

Como brincar com seu bebê: sugestões de jogos para crianças de até 2 anos

Mais do que uma forma de entreter o bebê, a brincadeira é a linguagem primária das crianças. Confira vários jogos de neném para você se divertir com seu pequeno.

Como brincar com seu bebê: sugestões de jogos para crianças de até 2 anos

Mais do que uma forma de entreter o bebê, a brincadeira é a linguagem primária das crianças. Confira vários jogos de neném para você se divertir com seu pequeno.
 

Você certamente já deve ter ouvido o bordão “é brincando que se aprende”. E é verdade: diferentemente de outros animais, os seres humanos precisam de muitos estímulos durante os dois primeiros anos de vida para desenvolver as habilidades cognitivas, motoras e sociais. É nessa faixa etária que será formado o maior número de conexões cerebrais mais importantes.

A Dra. Ana Abreu, professora e pesquisadora da Universidade Federal de Alfenas e PhD em educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, explica a teoria criada por um dos mais importantes pensadores do século XX, o psicólogo suíço Jean Piaget: “Para ele, as características do ser humano, especificamente até os dois anos de idade, se encontram no estágio conhecido como sensório-motor, momento em que a brincadeira é necessária para que a criança construa conhecimentos nas mais diversas dimensões  — afetiva, moral, social, física e cognitiva. O brincar é tão importante que é considerado a primeira linguagem da criança.”

Especialistas dividem em quatro categorias os jogos que fazem parte da infância, são elas: os
Jogos do exercício do pensamento, em que o pequeno começa a tagarelar sem muito sentido pelo prazer de combinar palavras e prestar atenção em seus sons, ou também quando quer saber os porquês de tudo; os Jogos de exercício, quando as crianças repetem movimentos e gestos simples, como agitar os braços para entender e testar como funciona seu corpinho e suas movimentações no espaço; os Jogos simbólicos, que podem ser descritos quando a criança começa a fazer uso do universo imaginário e se colocar em situações-problema, e os Jogos da construção, quando já possuem noções de comportamento e ações e começam a imitar a realidade que as cercam.

Foi pensando nestas quatro divisões e nas necessidade de desenvolvimento de cada bebê que a Dra. Ana reuniu os tipos de jogos que podem ser feitos com crianças desde o momento em que nascem até completarem dois anos de idade:


Até 6 meses, jogos de exercício do pensamento e de exercício com:
 

  • Chocalhos;
  • Mordedores;
  • Móbile;
  • Livrinho e brinquedos de banho;
  • Fantoches de banho;
  • Fantoches de pano;
  • Músicas;

    De 6 meses a 1 ano, jogos de exercício do pensamento e de exercício com:
     
  • Brinquedos de encaixe;
  • Brinquedos com argola;
  • Brinquedos para empilhar ou encaixar;
  • Brinquedos de percurso do objeto, exemplo de carrinhos que encaixam;
  • Brinquedos de botões;
  • Fantoches de pano;
  • Músicas;

    De 1  a 2 anos, jogos de exercício do pensamento e de exercício como:
     
  • Jogos de empilhar;
  • Jogos de encaixar;
  • Brinquedos de cubos de pano;
  • Bichos de pelúcia;
  • Bonecos-de-pano (tanto para garotas, quanto para garotos);
  • Cavalinho-de-pau (tanto para garotas, quanto para garotos);

    A partir de 2 anos, jogos de exercício do pensamento, de exercício, simbólicos e da construção:

     
  • Faz de conta;
  • Fantasias para brincar livremente;
  • Vida diária (as imitações das atividades do cotidiano começam com brincadeiras de casinha, dirigir, cuidar de bonecas, telefonar, limpar a casa, escolinha etc);
  • Brinquedos de desmontar
  • Blocos de construção
  • Leitura de histórias com brincadeiras cantadas e com interação
  • Túneis para passar dentro
  • Pequenos escorregadores
  • Carrinhos e brinquedos de puxar
  • Brincadeiras com músicas e reconhecimento do corpo
     
  • Em todas as fases, a exploração de leituras infantis, mesmo que os pequenos ainda não sejam alfabetizados, e as músicas contribuem para o desenvolvimento infantil.

Gostou desse conteúdo?

Referências:

Fonte: “Tipos de jogos que fazem parte da infância” – Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.



http://issuu.com/fmcsv/docs/12_lbrincar/1?e=3034920/9902007


Leia Também

A amamentação é a melhor forma de nutrição para os lactentes e oferece muitos benefícios tanto para os bebês quanto para mães, devendo ser oferecido como fonte exclusiva de alimentação até o 6º mês, podendo ser mantido até os dois anos de idade ou mais. É importante que antes e durante a amamentação a mãe mantenha uma dieta saudável e equilibrada. O uso de mamadeiras, bicos e chupetas pode dificultar o aleitamento materno particularmente quando se deseja manter ou retornar à amamentação; seu uso inadequado pode trazer prejuízos à saúde do lactente, além de custos desnecessários. Consulte sempre o profissional de saúde para aconselhamento sobre a alimentação do seu bebê, bem como para esclarecimento quanto aos custos, riscos e impactos sociais do uso de substitutos do leite materno. Se utilizar substituto do leite materno, você deve estar ciente da importância dos cuidados de higiene e do modo correto do preparo dos produtos, seguindo cuidadosamente as instruções do fabricante quanto ao seu uso; falhas no cumprimento das instruções poderão ter impactos na saúde do bebê. É importante que a família tenha uma alimentação equilibrada e que sejam respeitados os hábitos culturais na introdução de alimentos complementares na dieta do lactente, bem como sejam sempre incentivadas as escolhas alimentares saudáveis.

O ministério da saúde informa: após os 6 meses de idade, continue amamentando seu filho e forneça novos alimentos