Entenda o papel da amamentação na luta contra a obesidade infantil

O leite materno é essencial para a nutrição correta dos bebês e ajuda a evitar doenças nos primeiros anos de vida

A amamentação é essencial para a saúde de recém-nascidos e possui efeitos ao longo da vida das crianças. Esta é a conclusão de um estudo publicado em 2016 na revista científica The Lancet, que aponta o papel fundamental do aleitamento materno nos primeiros dias de vida do bebê e seus efeitos no futuro da criança.
Entenda o papel da amamentação na luta contra a obesidade infantil

De acordo com o estudo, amamentar o bebê por um período maior de tempo ajuda a diminuir em até 26% os casos de sobrepeso e obesidade infantil, além de doenças relacionadas, como a pressão e o colesterol altos e diabetes tipo 2, por exemplo. Hoje, tanto o excesso de peso quanto as doenças crônicas não transmissíveis são um problema crescente, tanto no Brasil quanto no mundo.
Desta forma, uma das metas globais da WHO/OMS para 2025 é aumentar o tempo de aleitamento materno em pelo menos 50% nos primeiros 6 meses, como uma das estratégias de melhoria da nutrição do recém-nascido e da primeira infância.

Bibliografia: Victora CG, et al. Breastfeeding in the 21st century: epidemiology, mechanisms and lifelong effect. Lancet. 2016; 387(10017):475-90.