Amamentação reduz risco de doenças

A importância do leite materno vai além dos primeiros 1000 dias da vida da criança

Médicos e mães sabem como o leite materno é importante para o desenvolvimento da criança nos primeiros dias de vida. Mas um estudo publicado por uma das maiores revistas médicas do mundo, a The Lancet, aponta que os benefícios do leite vão além de seu valor nutricional: a amamentação também é responsável por salvar a vida de milhares de crianças ao redor do mundo.

O cuidado, o carinho e a nutrição nos primeiros 1000 dias influencia em toda a vida da criança.

Entre as doenças que podem ser prevenidas com a amamentação, o estudo aponta a diminuição de 72% nos casos de diarreia e 57% de infecções respiratórias. O leite materno também ajuda a prevenir a otite (infecção de ouvido), asma, rinite alérgica e 68% dos casos de problemas na mandíbula, dentes e mordida da criança.
Amamentação reduz risco de doenças
O leite materno também é importante para o futuro: longos períodos de amamentação foram associados a uma redução de 26% na probabilidade de excesso de peso ou obesidade.
A amamentação exclusiva nos 6 primeiros meses de vida é recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e o aleitamento pode ser prolongado até os dois anos ou mais. As vantagens da amamentação são para a vida toda!

Bibliografia: Victora CG, et al. Breastfeeding in the 21st century: epidemiology, mechanisms and lifelong effect. Lancet. 2016; 387(10017):475-90.