O que são os primeiros 1000 dias

É no comecinho da vida que se pode influenciar o que será do resto dela. Afinal, é nesse período que cada célula do corpo está sendo formada e programada. Os primeiros 1.000 dias de vida se referem ao período que vai do primeiro dia de gestação até os 2 anos de idade:

img_1000dias-01

img_1000dias-03

Esse período é considerado um INTERVALO DE OURO, que pode mudar radicalmente o destino da criança, não apenas em termos biológicos (crescimento e desenvolvimento), mas também em questões intelectuais e sociais.

Você já imaginou que suas primeiras decisões têm a possibilidade de influenciar a saúde, as atividades físicas e as habilidades de aprendizado do seu filho? Na gestação, quando uma mãe escolhe se alimentar de uma forma saudável, já está fazendo uma programação genética para a saúde do seu filho na vida adulta.

 

PRIMEIROS APRENDIZADOS

Por definição, o crescimento é um processo biológico, de multiplicação e aumento do tamanho celular, que pode ser medido em termos de centímetros e metros ou gramas e quilos. Já o desenvolvimento caracteriza-se pela aquisição de novas habilidades – sentar, engatinhar, andar, segurar algo, o desenvolvimento da linguagem e, posteriormente, raciocínio, memória e aprendizado.

img_1000dias-05
 

FATORES INTERNOS E EXTERNOS

img_1000dias-08

Atualmente, os estudos sugerem que a nutrição no período da gestação e nos primeiros 2 anos de vida pode determinar efeitos, a curto a longo prazo, na saúde e no bem-estar até a vida adulta. Já se sabe, também, que a genética não é soberana na determinação do potencial de crescimento e desenvolvimento do indivíduo: cerca de 20% dos nossos genes são influenciados por fatores hereditários, enquanto a maior parte deles, até 80%, é influenciada por fatores ambientais como: medicamentos, estresse, infecções, exercícios e a nutrição.

 

 

ALIMENTAÇÃO ADEQUADA

img_1000dias-10

Uma alimentação adequada durante a gestação, associada ao aleitamento materno, à correta introdução da alimentação complementar e à manutenção de bons hábitos alimentares, é requisito básico para o crescimento e desenvolvimento infantil.

Os pesquisadores e cientistas estão cada vez mais seguros de que uma boa nutrição e o cuidado com a saúde nos primeiros 1.000 dias têm um papel protetor, que ajuda a garantir um futuro no qual as habilidades cognitivas, motoras e sociais estimularão a saúde e o potencial máximo do adulto.

 

(Jang H. Clin Nutr Res, 2014; Prentice AM. Am J Clin Nutr, 2013; Camp KM. J Acad Nutr Diet, 2014; Fernandez-Twinn. Ann N Y Acad Sci, 2010; Lanigan J. Proc Nutr Soc, 2009; WHO Child Growth Standards, 2006; Avaliação nutricional da criança e do adolescente. SBP, 2009; Guedes DP. Rev Bras Educ Fís Esp, 2011; Pedraza FP. Rev Bras Cresc e Desenv Hum, 2011; Braga AKP. Rev Bras Cresc e Desenv Hum 2011; Manual de orientação para a alimentação do lactente, do pré-escolar, do escolar, do adolescente e na escola. SBP, 2012; Gluckman. Genome Med, 2010; Godfrey. Trends in Endocr and Metab, 2010; Lillycrop. Proc Nutr Soc, 2011; Waterland. Ann Rev Nutr, 2007; Painter. Reprod Toxicol, 2005; Voight. Nat Gen, 2010; Choquet. Curr Genom, 2013; Hebebrand. Obes Facts, 2010; Bouchard. Am J Clin Nutr, 2009.)